Fantasma



Nome: Christopher "Kit" Walker
Nome original: The Phantom
Licenciador: King Features Syndicate
País de origem: Estados Unidos da América
Criado por: Lee Falk, Ray Moore

Lista de revistas com participação de Fantasma

    Primeira aparição no:
  • País de origem
    Phantom, The (Tiras Diárias)  n° 1 - King Features Syndicate
Surgido pela primeira vez em 1936, nas tiras diárias (e, mais tarde, páginas dominicais) dos jornais americanos, o Fantasma é o 21º membro de uma dinastia que combate o mal e a pirataria há cerca de 500 anos, vestindo o mesmo uniforme: uma malha roxa baseada na figura de um deus perdido africano. Sua base de operações é a Caverna da Caveira, localizada na misteriosa e impenetrável Floresta Negra (nem a National Geographic conseguiu entrar lá), na África (nas primeiras histórias, em algum lugar entre a Ásia e a África). Mas o "Espírito que Anda" não é um herói solitário, sem qualquer estrutura, pois tem como aliados principais os fiéis pigmeus Bandar, que salvaram o primeiro Fantasma, pensando que ele era o deus louro que os libertaria da escravidão de outra tribo. Outra aliada é a Patrulha da Selva, fundada por um antepassado seu e de quem é, secretamente, o comandante (o que lhe confere legitimidade junto à lei).

Quando o Fantasma vai à cidade, usa as roupas de um homem comum, se transformando no "Sr. Walker". A cidade que Walker mais atua é Mawitaan, a capital do fictício país africano onde se passa suas aventuras. Nas primeiras aventuras, Mawitaan era chamada de Morristown ou Frazertown.

Com o passar das décadas, novos elementos foram introduzidos na historieta. Na década de 70, por exemplo, ficou estabelecido que quando não está na Caverna, o vingador da selva e sua família estão na sua Casa da Árvore - um verdadeiro "Castelo no Ar", situado na floresta, perto de Mawitaan (onde sua mulher trabalha). A Casa que foi construída para ele após seu casamento, por uma aldeia amiga, o Povo da Corda.

Seus principais desenhistas, além de Ray Moore, foram Wilson McCoy, Sy Barry e Bill Lignante. Mas também trabalharam no personagem André LeBlanc (como assistente anônimo de Barry), Steve Ditko, Walmir Amaral (este na versão brasileira) e outros.

No Brasil, estreou na "Gazetinha", em 1936. No segundo semestre de 1939, "O Globo Juvenil" conseguiu os direitos dos heróis da King Features, entre os quais o Fantasma.

O curioso é que o Fantasma continua popular no Brasil até hoje. De acordo com Edgard Guimarães, há alguns anos o editor Aníbal Cassal em sua publicação, "Fanzim", perguntou a seus leitores quais seus personagens favoritos. "Resultado: o Fantasma ganhou com larga vantagem sobre o segundo colocado. Mesmo as séries com desenhos melhores ou histórias mais bem construídas não tiveram chance contra o Espírito que Anda. Por que o Fantasma venceu com facilidade esta singela enquete? Por que permaneceu como o herói preferido na memória de tanta gente? O que o Fantasma tem de especial?

São vários os fatores que contribuem para estas questões. Certamente as histórias criadas por Lee Falk e o desenhista Ray Moore tinham muitas qualidades. Mas muitas ouras séries produzidas na época tinham roteiro e arte de alta qualidade e não tiveram o mesmo destaque que o Fantasma.

Um dos trunfos da série é o próprio personagem. É fato. Falk criou o personagem mais carismático de sua geração. O conjunto de características que cerca o herói faz dele um personagem único, num patamar acima dos demais. Mesmo não tendo nada de excepcional nas histórias e desenhos. Isso se confirma pelo fato do sucesso ter se mantido mesmo quando a série passa por períodos em que roteiros e desenhos fraquejam.

O Fantasma foi filmado algumas vezes. A primeira em 1943, num seriado com Tom Tyler (que também fora "Capitão Marvel" em outro seriado). Em 1961 filmou-se um piloto para TV, com Roger Creed, que foi recusado e não exibido. E em 1996, veio o longa estrelado por Billy Zane. Em 2010 será lançada uma mini-série para a TV, que pouco tem a ver com os quadrinhos, com Ryan Carnes como o 22º Fantasma. O herói também apareceu nos desenhos "Os Defensores da Terra" (1986-87) e "Fantasma 2040" (1994-96).

- Antônio Luiz Ribeiro


Bibliografia:

www.toonopedia.com/phantom.htm


Relate algum problema encontrado nesse personagem