Tim Tyler



Nome: Timothy Tyler
Nome original: Tim Tyler
Licenciador: King Features Syndicate
País de origem: Estados Unidos da América
Criado por: Lyman Young

Lista de revistas com participação de Tim Tyler

“Tim Tyler's luck” surgiu em 13 de agosto de 1928, em tiras diárias em preto-e-branco, um pouco antes do início oficial da safra de histórias de aventuras que explodiram com os anos 30. A princípio, uma história sentimental (Tim era um órfão louro fascinado por aviões), a série foi tomando um tom aventuresco com a participação de seu companheiro Spud (“Tok”, ou “Tom” no Brasil), moreno e um pouco mais velho que Tim. Os dois garotos se conheceram num orfanato e resolveram escapar juntos, andar pelo mundo à procura de aventura. Um pouco de Dickens, portanto, com algumas pincleadas de Balzac. Os dois rapazes são pobres e obestinados e, por suas personalidades, completam-se: Tim é muito tímido, mas nem por isso menos corajoso; Tok, extrovertido e cheio de brios. Como bem lembrou Coulton Waugh, os meninos “que gostaríamos de ter como vizinhos”.

Em julho de 1931 (http://quadradinhos.blogspot.com.br/2006/09/tim-tylers-luck-de-lyman-young.html) surgiu a página dominical colorida de “Tim Tyler's luck”. A jornada de Tim e Tom culminou com um período de aventuras no continente africano entre 1932 e 1940. A Guerra levou a dupla de volta para os Estados Unidos, onde serviram na Marinha, e no tempo de paz voltaram para a África para retomar o filão anterior.

Uma característica da série, rara nas histórias em quadrinhos da época, é que os personagens principais, Tim e Tok, foram, com o passar do tempo, crescendo e amadurecendo.

Outros personagens da historieta: Sargento Gates (das Forças Coloniais); Capitão Clark (da Patrulha do Marfim); General Clayton e Coronel Marsh ; Capitão Baker e Sargento Early (da Patrulha da Selva de Naduwa); e o Tenente Fleet (da Marinha).

Contrabandias, ladrões, assassinos, espiões, chefes de caravanas, mineiros, reis e rainhas de reinos perdidos e fantásticos, princesas exiladas, além de animais selvagens eram as figuras recorrentes na série.

Houve também um seriado em 1937, produzido pela Universal Pictures, com Frankie Thomas e direção de Ford Beebe.

Lyman Young contava com assistentes para ajudá-lo, principalmente quando a demanda pelas histórias aumentou. Um deles — Alex Raymond — praticamente desenhou sozinho as diárias e as dominicais, entre 1932 e 1933, largando a série para começar seu “Flash Gordon”. Em 1972, Bob Young, filho de Lyman, começou a dividir os créditos com seu pai na tira, assumindo-a completamente quando este morreu em 1984.

“Tim Tyler's luck” foi cancelado em agosto de 1996, em grande parte devido a alguma incapacidade de Bob em continuar a manter o interesse nas histórias e nos desenhos.

No Brasil, “Tim Tyler's luck” foi publicado em diversas editoras. O jornal “Diário da Noite” também publicou a historieta, em formato de tiras em preto-e-branco, como “Tim e Tom”. Ao que parece, a última tira de “Tim e Tom” publicada no “Diário”foi em 1951.

Tim Tyler



Relate algum problema encontrado nesse personagem

  • Antônio Luiz Ribeiro
  • Adicionado por
    Antônio Luiz Ribeiro
    em 14/03/2008 21:27:00