Mickey



Nome: Mickey Mouse
Nome original: Mickey Mouse
Licenciador: Walt Disney
País de origem: Estados Unidos da América
Criado por: Ub Iwerks, Walt Disney

Lista de revistas com participação de Mickey

Buscando substituir o coelho Oswald (que tinha sido adquirido por Charles Mintz, da Universal Studios), Walt Disney e Ub Iwerks criaram o ratinho Mickey em 1928, para desenho animado (o curta "Plane Crazy"). Mas Mickey só apareceu em quadrinhos em 1930.

No início, Disney batizou o personagem de Mortimer. Porém, Lilian Bounds, mulher do genial artista, achou o nome sisudo e sugeriu "Mickey". Apesar do nome simpático, "Plane Crazy" não fez sucesso, assim como a sequência, "The Gallopin' Gaucho". Mas o lançamento do terceiro curta, "Steamboat Willie" — o primeiro desenho animado sonoro, com o próprio Disney fazendo a voz do protagonista —, em 18 de novembro, foi um sucesso.

Com a figura de Mickey já facilmente reconhecida pelo público, Disney entrou em contato com o distribuidor King Features e, assim, em 13 de janeiro de 1930, foi publicada a primeira tira diária (em preto e branco) do herói: "Mickey na Ilha Misteriosa" (Lost on a Desert Island), com roteiro do próprio Disney, desenhos de Ub Iwerks e Win Smith e arte-final de Smith.

Esta história foi publicada no Brasil, pela Editora Abril, no Cinquentenário Disney (1973), Mickey 360 (1982), Mickey Especial 60 Anos 1 (1988) e 50 Anos da Revista Mickey (2002), porém sempre faltando alguns quadrinhos ou até tiras inteiras.

Dez anos após o surgimento da tira diária, surgiram as páginas dominicais (coloridas), mais precisamente em 10 de janeiro de 1932 (ver “Comic Book Marketlplace” n° 95, 2002, pág. 33). Essas dominicais foram publicadas entre nós no “Suplemento de Historietas” do “Diário de Notícias”, nos anos 50, e em outras publicações.

Em 1944, Floyd Gottfredson mudou o visual de Mickey nas tiras. O ratinho começou a usar terno, chapéu e gravata-borboleta, como o homem comum da época. Essa mudança rendeu críticas ao desenhista, acusado de "pasteurizar" o personagem, principalmente quando as histórias caíram de qualidade. Fãs de Gottfredson, porém, argumentam que a má qualidade das historietas vieram a partir dos artistas que o substituíram, como Paul Murry. De fato, estes últimos têm uma certa razão, pois pelo menos até 1945 as histórias de Mickey eram muito boas.

No Brasil, Mickey apareceu pela primeira vez em “O Tico-Tico” e, depois, em cores, na "Seleções Coloridas", de Adolfo Aizen (impresso em "off-set" na Argentina), mas só foi ganhar título próprio na Editora Abril, a partir de outubro de 1952. Curiosamente, só foi estreiar nas páginas de sua revista a partir do nº 3, de dezembro, na história "Ajudantes de Papai Noel".

Conforme bem notou a seção "Clássicos HQ", da EBAL, em 1969, "O camundongo foi o ponto de partida para a criação de um mundo fantástico e maravilhoso que possibilitou às atuais gerações 'verem' o que os leitores de Andersen e Grimm só podiam imaginar."

Mickey


Grupos
  • Comando Laser



  • Relate algum problema encontrado nesse personagem

  • leoneb
  • Adicionado por
    leoneb
    em 16/03/2007 04:29:00