Capitão Metrópole



Nome: Nelson Gardner
Nome original: Captain Metropolis
Licenciador: DC Comics
País de origem: Estados Unidos da América
Criado por: Alan Moore, Dave Gibbons

Lista de revistas com participação de Capitão Metrópole

    Primeira aparição no:
  • País de origem
    Watchmen (1986)  n° 2 - DC Comics
  • Brasil
    Watchmen  n° 1 - Abril
Nelson Gardner quando pequeno era uma criança doente e asmático, mas os anos de formação permitiu-lhe passar a sua condição e, eventualmente, jogou futebol na faculdade antes de se juntar aos fuzileiros navais dos EUA como "Marine Tenente USMC Nelson Gardner:-Free Lance Consultor". Depois de sua viagem de serviço, ele ganhou uma quantidade significativa de riqueza, se tornando proprietário de uma mansão e vários empregados domésticos, de acordo com Antes de Watchmen .

Mais tarde, ele adotou a identidade de Capitão Metropolis, e, usando as habilidades que adquiriu no serviço militar, tentou erradicar o crime organizado em áreas urbanas. Ele, então, comprou uma antiga fábrica de malte do governo canadense, que se transformou em seu quartel-general secreto.
No Outono de 1939, ele fundou uma equipe de super-heróis chamado os Minutemen , que foi composta por Spectral , Justiça Encapuzada, Silhouette , Coruja, O Comediante , Traça e Dollar Bill .

Ele tinha um relacionamento com o colega companheiro gay com Justiça encapuzada, no entanto, esta informação era desconhecida do público. Apesar de ser um soldado e o líder de fato dos Minutemen, Metropolis, muitas vezes aparentou ser tímido, fraca vontade e facilmente perturbado.

Insatisfeito com a forma como a equipe estava mais preocupada com as aparências sociais do que o combate ao crime real, os Minutemen foram finalmente dissolvidos pelo próprio Capitão Metropolis em 1949. Por causa de seu serviço militar exemplar foi-lhe dada uma nota de aprovação pelo Comitê da Câmara sobre Atividades Antiamericanas e ainda estava em ação durante os anos 60.

Em 1962, ele leu o livro de Mason Sob o capô , onde seu relacionamento com o Justiça Encapuzada foi revelado. Ele chegou a considerar o suicídio. Sua amante Norbert Veldon foi até Mason e ameaçou-o para remover essas informações do livro.

Mais tarde, ele tentou formar uma outra equipe, os Crimebusters, para o qual convidou Rorschach, o segundo Coruja, a segunda Spectral, Dr. Manhattan, Ozymandias e o Comediante, mas seus planos nunca chegaram plenamente a serem concretizados. Quando ele falou na reunião de combater os "males sociais" da América, o Comediante zombou dele por querer "vestir-se" e jogar "cowboys e índios", e ainda acusou o herói mais velho de tentar formar as Crimebusters como um meio de buscar a glória pessoal e uma espécie de crise de meia-vida, que Metropolis insistiu que não era verdade; como os membros pretensos saíram, Metropolis pediu-lhes para não sair, dizendo-lhes que alguém tinha que "salvar o mundo." O display crime que ele trabalhou tão duro foi queimado e destruído pelo comediante.

Nessa época, Gardner fez várias declarações racistas sobre hispânicos e afro-americanos, que contribuíram para desgosto crescente do público por super-heróis. Ele pode ser visto a partir da exibição na cena Crimebusters que as opiniões de Gardner eram muito conservadoras, mesmo reacionário. Ele estava preocupado com a "Agitação Negra", "Campo de Subversão" e "Drogas".

Aparentemente Gardner foi decapitado em um acidente automobilístico em 1974.
Uma possibilidade alternativa, é que Gardner encenou sua própria morte e sobrevive até hoje na história de 1985, e de fato aparece dentro do imaginário história, é explorado em The Fate of Moletom Justiça e Capitão Metropolis .

Um dos personagens da minissérie “Watchmen”. Capitão Metrópole e seus companheiros apareceram pela primeira vez em 1986, em uma minissérie em 12 edições (no Brasil, a estréia se deu 1988, pela editora Abril).

Em 2009 surgiu o filme “Watchmen”, dirigido por Zack Snyder, e com Darryl Scheelar como o Capitão.


Relate algum problema encontrado nesse personagem

  • Antônio Luiz Ribeiro
  • Adicionado por
    Antônio Luiz Ribeiro
    em 29/01/2009 18:59:00