Príncipe Valente



Nome original: Prince Valiant
Licenciador: King Features Syndicate
País de origem: Estados Unidos da América
Criado por: Hal Foster

Lista de revistas com participação de Príncipe Valente

Criação máxima de Hal Foster (que viera de “Tarzan”), Valente é um jovem guerreiro dos tempos da Távola Redonda. Apareceu pela primeira vez em 13 de fevereiro de 1937, nas páginas dominicais coloridas dos jornais americanos. Suas aventuras encarnam o espírito dos romances de Cavalaria e começam quando o herói, filho de um rei deposto, tem por volta de 13 anos (após o ano 410) e, aspirando ser um dos Cavaleiros da Távola Redonda do Rei Arthur, faz juz ao seu nome.

Com o desenrolar das aventuras, Valente cresceu, tornou-se cavaleiro da Távola Redonda (episódio de 1939), casou-se e teve um filho, Arn. Como bem notou uma revista da EBAL, a serviço de seu soberano, ou por amor de Aleta, ele enfrenta dragões e feiticeiras, combate os vikings e os hunos. Viaja, inclusive, para a África e para a América (onde nasce Arn).

Sobre o estilo dos desenhos, escreveu Paulo Ramos, em artigo na “Folha da Tarde” (18/05/69), “Harold Foster, sempre acadêmico, insistira até à morte nas suas composições menos geométricas, mais para Ingres do que para os clássicos italianos [Caravagio e Michelangelo, que inspiraram seu colega em “Tarzan”, Burne Hogarth], que caracterizariam para sempre o estilo pictório único e insuperável do 'Príncipe Valente'.”

Outro cronista escreveu: As composições de massas de Foster são, realmente, majestosas, e ele representa a tradição clássica nas histórias em quadrinhos. Foster raramente erra, em matéria de cenários e vestimentas, nos quais seu desenho, às vezes, desce a minúcias. Entretanto, seu rítimo é, quase sempre, lento, com poucas exceções (algumas cenas de batalhas), o que faz suas histórias parecerem ínsipidas a alguns.

No Brasil, Valente apareceu pela primeira vez no “Suplemento Juvenil”. EBAL, RGE e Opera Graphica foram algumas das editoras que o publicaram posteriormente. Embora nos Estados Unidos as histórias fossem em cores (não existiram tiras diárias em preto-e-branco de “Príncipe Valente”), no Brasil a maioria delas foi publicada em preto-e-branco ou apenas com sépia. Jornais brasileiros também publicaram a série. O carioca “O Globo” publicou, em cores, as aventuras de Valente nos anos 70, no suplemento dominical “Globinho Supercolorido”.

O herói teve duas versões para cinema: uma americana, da Fox, em 1954, com Robert Wagner; e uma européia, em 1997, com Stephen Moyer. Houve também uma série de desenhos animados produzidos para a TV americana, entre 1990-91. O sucesso não passou desapercebida da concorrência. Entre os imitadores de “Príncipe Valente" estava “O Pirata Negro", de Sheldon Moldoff.

- Antônio Luiz Ribeiro


Notas e fontes —
na revista “Patota” n° 11 saiu uma reportagem sobre Príncipe Valente: http://www.guiadosquadrinhos.com/edicao.aspx?cod_tit=pa230100&esp=&cod_edc=41994
Lista das dominicais de “Príncipe Valente”:
http://princevaliant.org/companion.html
“Prince Valiant” na barra de busca: http://www.ipcomics.net/strips.php

Príncipe Valente



Relate algum problema encontrado nesse personagem

  • antônio Luiz Ribeiro
  • Adicionado por
    antônio Luiz Ribeiro
    em 30/10/2007 17:39:00