Ajude na manutenção e expansão do Guia dos Quadrinhos


Pabeyma



Licenciador: Paulo Fukue
País de origem: Brasil
Criado por: Nelson C. Y. Cunha, Paulo Fukue

Lista de revistas com participação de Pabeyma

No ano de 1968, a Editora Edrel lançava nas bancas o primeiro número de Pabeyma – de uma série de 04 edições em formato americano, preto e branco, 34 páginas). Criação de Nelson Ciabattari y Cunha e ilustrada brilhantemente por Paulo I. Fukue.
Este, a propósito, já havia desenhado dois heróis para esta mesma editora: Tarun (que deveria se chamar “Tarzun”) e Super Heros (também conhecido como Heros, outra criação interessantíssima).

Pabeyma foi publicado como tira por Nelson Cunha entre 1964 e 1965. (*)
A primeira HQ com Pabeyma, exatamente aquela que conta sua origem, já havia sido lançada pela Edrel no quarto número de Super Heros. Para não reprisar tal história publicada recentemente, as primeiras páginas do primeiro número de Pabeyma trazem um conto-introdução escrito por Ciabattari, que narra aos leitores a origem de Pabeyma e mais: numa leitura atenta pode-se perceber a riqueza da pesquisa na concepção deste ilustre desconhecido personagem dos quadrinhos brasileiros.
O personagem Pabeyma foi criado a partir das notáveis evidências que demonstram quase que irrefutavelmente a presença de seres de outros planetas na Terra. E, ao se levar em conta aqueles gigantescos sinais iconográficos no topo dos Andes, os extraterrestres não só nos visitaram, mas também nos dominaram. E esta é a premissa inicial: seres de um planeta distante chegam aqui e encontram homens vivendo com dinossauros. Bondosos, os visitantes livram os terrestres do martírio de Prometeu: repartem sua experiência com os autóctones, misturam-se a eles mesclando duas raças, e ainda legam todo o seu conhecimento – era um povo que já dominava a ciência genética, já havia vencido a velhice e estava tentando agora derrotar a morte. O primeiro resultado disso é uma criança feita em laboratório, concebida não só para o esplendor físico, mas, graças a um feito cirúrgico notável, toda memória histórica, todo o conhecimento histórico foi implantado em seu cérebro – e revelando também todo o conhecimento desta nova humanidade, formada pelos filhos de terrestres e alienígenas. Perdida ao longo dos anos, a criança perfeita cresce e recebe o afeto de uma tribo tupi-guarani, que o chama de Pabeyma (o imortal). Seu notável conhecimento e suas proezas físicas o transformam num líder em todo mundo, até se transformar num diplomata universal, resolvendo encrencas na Terra e além dela.
(*) Lancelott Martins. Múltiplo nº 32 (junho de 2019)

Pabeyma



Relate algum problema encontrado nesse personagem