Festival Guia dos Quadrinhos 2019 - 10 Anos


Flash Gordon



Nome original: Flash Gordon
Licenciador: King Features Syndicate
País de origem: Estados Unidos da América
Criado por: Alex Raymond

Lista de revistas com participação de Flash Gordon

    Primeira aparição no:
  • País de origem
    Flash Gordon (Páginas Dominicais)  n° 1 - King Features Syndicate
  • Brasil
    Suplemento Juvenil  n° 3 - Grande Consórcio Suplementos Nacionais
Segundo o site ERBzine, em 1931 Edgar Rice Burroughs pediu à United, distribuidora de suas tiras de Tarzan, que também criasse uma tira baseada em seus romances passados em Marte, cujo personagem principal era John Carter. A resposta veio só no ano seguinte, quando seu editor rejeitou a proposta, alegando que uma nova tira afastaria as atenções de Tarzan, que, por sua vez ainda estava tentando se consolidar.

No entanto, em 1933 a rival King Features aproximou-se de Burroughs e propôs que um jovem desenhista chamado Alex Raymond e o escritor Don G. Moore criassem uma série de histórias baseadas nas aventuras de John Carter. A intenção da King era usar Carter para competir com o concorrente “Buck Rogers” (do National Newspaper). Sucederam-se então inúmeras negociações entre a King e Burroughs. Porém, este último começou fazer muitas exigências e a King acabou desistindo, sob alegação que não teriam condições de atender todos os pedidos do autor.

Mesmo com a recusa de Burroughs, a King estava decidida a criar um rival para “Buck”. A solução encontrada por Raymond e Moore foi criar um herói parecido com Carter: “Flash Gordon”. De quebra, Raymond criou “X-9” e “Jim da Selvas”, que eram clones dos rivais “Dick Tracy” (do Tribune) e do próprio “Tarzan” de Burroughs.

Burroughs, chateado com a situação e sentindo-se traído, chegou a declarar publicamente que eles preferiram lançar outro personagem similar, mais barato, do que de pagar “royalties” a ele. Segundo Burroughs, Flash Gordon era “John Carter e suas aventuras em Marte com outro nome e autor”.

Há duas versões sobre a escolha de Raymond para a tarefa. A primeira diz que, em 1933, a King abriu concurso interno para a criação de heróis de HQs que pudessem competir com “Dick”, “Tarzan” e “Buck”, e que o vencedor teria sido Raymond. A segunda versão diz que Raymond já havia sido escolhido pelo editor Joseph Connolly, e que não houve concurso.

“Flash Gordon” estreiou numa página dominical, em 7 de janeiro de 1934. Flash é o jovem atleta de Yale que, junto com Dale Arden, é obrigado pelo temporariamente enlouquecido Dr. Zarkov a embarcar junto com ele em sua nave rumo ao planeta Mongo. O desconhecido mundo está em rota de colisão com a Terra e o cientista acredita que só o impacto do veículo é capaz de mudar o curso do planeta errante. Essa sequência inicial foi baseada no livro “When worlds collide”, de Edwin Balmer e Philip Wylie.

Após viagem tumultuada, a nave chega a seu destino, mas não se choca. Acaba pousando na superfície. Os três desembarcam e descobrem que Mongo é habitado por um tirano chamado Ming, o Impiedoso. Flash, aliando-se aos povos fantásticos que habitavam Mongo, lidera uma revolta contra a tirania.

Conforme explicado numa HQ de Al Williamson, o povo de Mongo queria Flash como novo líder, mas a Terra estava sob ameaça de uma guerra e ele, Dale e Zarkov estavam ansiosos para voltar. Deixando o rei Barin no governo, os três voltaram para presentear a América com os segredos científicos de Mongo. Por seus esforços, Flash recebeu a patente de coronel. Mas apareceu um sério problema: os equipamentos que manteriam a paz não eram eficientes sem enormes quantidades de radium, um mineral encontrado em abundância em Mingo, capital de Mongo. Flash, Dale e Zarkov passam anos entre Terra/Mongo e, mais tarde, viajam para outros planetas, com a Terra como base de suas operações (os três passam a integrar o World Space Council, com Flash servindo como piloto e explorador). Essa fase no World Space Council se passa cerca de 10 anos após a primeira aventura.

No cinema, Flash foi interpretado por Buster Crabbe (nos seriados de 1936, 1939 e 1940) e Sam Jones (1980). Na TV foi vivido por Steve Holland (1953, onde o herói era um cantor de rock) e Eric Johnson (2007).


Relate algum problema encontrado nesse personagem