Alfred



Nome: Alfred Thaddeus Crane Pennyworth
Nome original: Alfred
Licenciador: DC Comics
País de origem: Estados Unidos da América
Criado por: Bob Kane, Jerry Robinson

Lista de revistas com participação de Alfred

    Primeira aparição no:
  • País de origem
    Batman (1940)  n° 16 - DC Comics
  • Brasil
    Globo Juvenil, O  n° 1176 - O Globo
Personagem das HQs de “Batman”. É o fiel mordomo de Bruce Wayne, a identidade civil do famoso super-herói. Em sua primeira aparição, no início de 1943, era gordinho e todo barbeado. Porém, quando o cinema lançou sua versão da historieta, no mesmo ano, o ator britânico William Austin (não creditado) fez um Alfred magro e com um fino bigodinho. Os autores das HQs decidiram que seu Alfred deveria seguir o do cinema. Então, em outubro de 1943, na estréia das tiras diárias em preto-e-branco para os jornais, o leal serviçal passou a ser desenhado com a aparência de Austin. Os gibis coloridos seguiram pelo mesmo caminho, a partir do nº 83 de “Detective Comics” (janeiro de 1944). Esse novo Alfred chegou até a ganhar suas próprias HQs, desenhadas por Jerry Robinson (no Brasil, foram publicadas primeiramente no “Guri”, em 1947, onde o personagem foi rebatizado de “Alfredo”).

Tanto na HQ quanto no cinema, Alfred é descendente de britânicos. Seu avô e seu pai serviram a Família Wayne, em Gotham City. O pai o treinou como mordomo na intenção de continuar a servir os Wayne. Quando sua mãe deixou o marido para seguir a carreira de atriz, ele a acompanhou mesmo com a objeção de seu pai. Alfred amava interpretar, especialmente papéis de ação. Graças a seu talento de ator, ele é capaz de imitar com perfeição a voz de seu patrão no telefone (essa habilidade foi mostrada logo nas primeiras HQs, ainda em 1943). Certa vez, também serviu ao exército, onde recebeu medalha honrosa de cuidados médicos.

Seu pai ainda sonhava que o sucedesse. Então, quando ele morreu, Alfred passou a servir Bruce Wayne e o pupilo deste, Dick Grayson. Acidentalmente, o novo e eficiente empregado descobriu que Wayne e Grayson eram, na verdade, Batman e Robin. Alfred prometeu guardar segredo e, desde então, passou a ser auxiliar dos famosos heróis, incluive os ajudando a se livrar de algumas enrascadas. No nº 328 de “Detective Comics” (1964), o fiel Alfred é morto após tentar salvar a Dupla Dinâmica de mafiosos. Tia Harriet Cooper então o substituiu nas histórias. Mas, dois anos depois, quando estreiou a série de TV, o mordomo foi trazido de volta (interpretado por Alan Napier). Resultado: o personagem também voltou nos quadrinhos. No nº 356, a editora DC veio com uma daquelas explicações na base do acredite se quiser: Alfred foi revivido por um cientista genial chamado Brandon Crawford.

Em 1986, com a reformulação de todas as revistas DC, essa passagem mudou: agora, Alfred servia a família Wayne antes mesmo de Bruce nascer. O fiel serviçal já atendia os pais de Bruce, o Thomas e Marta Wayne, antes dele nascer. Alfred planejava retornar à sua carreira artística, mas antes de isso acontecer, seus patrões foram assassinados. Assim, permaneceu na mansão Wayne ajudando Leslie Thompkins a cuidar do órfão Bruce. Permanece na mansão há anos, incluindo o período em que Bruce Wayne viajou o mundo. Quando o patrão retornou, Alfred disse que iria retornar à carreira artística, mas concomitantemente. Wayne se tornou Batman, e confiou sua identidade ao mordomo. Alfred atua como conselheiro, enfermeiro e terapeuta do herói. Ajudou a cuidar de Grayson e teve grande influência na formação do caráter do jovem herói.

Quanto ao primeiro Alfred (aquele gordinho, de 1943), foi decidido que era uma outra versão do personagem, chamada Alfred Beagle. Esse Alfred habitaria um outro planeta, um mundo paralelo ao nosso (como um espelho), em outra dimensão, chamado Terra-2. Naquele mundo, Beagle, ao contrário do Alfred que conhecemos, é gordo e meio atrapalhado, mas tem lá seus dons de detetive. Sendo contratado pela Dupla Dinâmica de lá, o fiel criado usou seus talentos de detetive para descobrir a identidade secreta dos patrões. Ao contrário do nosso Alfred, Beagle não ajudou a criar Bruce, pois só conheceu Batman depois de adulto, quando Robin já tinha surgido.


Relate algum problema encontrado nesse personagem