Ofertas na Amazon!


Guido Crepax



15 de julho de 1933
31 de julho de 2003

Lista de revistas com trabalhos de Guido Crepax
Veja lista detalhada dos trabalhos


Criador da lendária personagem Valentina, Crepax nasceu em Milão, no ano de 1933. Seus trabalhos, com alto grau de erotismo, se aventuram no sadomasoquismo e fetiches, com traço leve e delicado. A originalidade de sua obra inspirou incontáveis artistas, entre eles Manara e Serpieri.

Estudou arquitetura pela Universidade de Milão, período em que fez seus primeiros trabalhos na publicidade como ilustrador. Produziu capas de revistas e livros, pôsteres e ilustrações para capas de LPs. Por uma campanha publicitária para a Shell italiana, ganha a “Palma d'Oro” em 1957. No ano de 1958 fez sua estreia nos quadrinhos, quando começou a contribuir para a revista médica “Tempo Medico”, onde desenhou até metade dos anos 1980.

Nos quadrinhos, transitou por assuntos variados, mas seu mote maior foi o erotismo. Seus primeiros passos se deram em 1959, mas só criaria Valentina no ano de 1965. Na verdade, Valentina era peça secundária de sua HQ “Neutron”, publicada na revista “Linus”, mas logo se tornou sua maior e mais famosa personagem. Em 1967 é lançada a revista italiana “Ali Baba”, publicando um dos mais interessantes episódios da personagem: “La forza di gravitá”. Além dos vários álbuns da heroína, “Valentina” foi adaptada para o cinema (Baba Yaga, de 1973), e para a TV, em 1988.

Guido Crepax criou outras pesonagens, como Anita, Belinda e Melissa. Também ilustrou quadrinhos baseados em clássicos do erotismo, como “Justine”, do Marquês de Sade e “Histoire d'O”, de Pauline Réage.

Por Erico Molero.



Bibliografia:

“Guido Crepax, il papà di Valentina”. In http://www.comicsblog.it/post/805/guido-crepax-il-papa-di-valentina

RODRIGUES, Afonso. “Minha filha Valentina”, In http://www.poppycorn.com.br/artigo.php?tid=1246

http://en.wikipedia.org/wiki/Guido_Crepax

http://lambiek.net/artists/c/crepax.htm



Relate algum problema encontrado nesse artista