Comic Boom!


Felipe Ferreira



País de nascimento: Brasil

Lista de revistas com trabalhos de Felipe Ferreira
Veja lista detalhada dos trabalhos


Editor da RGE/Globo entre janeiro de 1977 e setembro de 1988. Conforme explica Gonçalo Junior no álbum "Marvel: 40 anos no Brasil" (2007), Ferreira foi um dos responsáveis pela preparação das histórias da Marvel publicadas por aquela editora:

“No início, o responsável pela escolha das histórias que seriam publicadas foi o editor Luiz Felipe Aguiar e o subeditor Luis Pimentel – que logo seriam substituídos por Mário Amiden e Felipe [Ferreira], respectivamente. ‘Na verdade, não selecionávamos as histórias, somente publicávamos o material em seqüência. O grande problema era que havíamos seguido a organização da Bloch, que fazia cada gibi sem se preocupar com o conjunto’, reconhece Felipe.

Segundo ele, devido a esse descaso, cada super-herói estava num tempo diferente, o que complicava muito as citações internas entre os inúmeros personagens. ‘Tanto na Bloch quanto na RGE o material não era tratado como um ´Universo Marvel´, e sim na condição de personagens isolados. Dessa forma, era impossível para nós publicarmos as edições em que os personagens se encontravam, como, por exemplo, quando aconteceu o confronto do Homem-Aranha contra Hulk’. A EBAL padecia do mesmo mal.” (*)

Entre o final dos anos 70 e início dos 80, Ferreira integrou o triunvirato composto por ele, Pimentel e Domingos Demasi, que ficou no comando total dos quadrinhos da RGE. Mas a alegria de Pimentel e Demasi durou pouco, pois foram demitidos logo depois. Ferreira, no entanto, continuou no cargo (**).

De acordo com Gonçalo, Ferreira acompanhou de perto a saída dos personagens da RGE para a Abril, em 1983. ‘Creio que a Abril entendeu a importância de unificar o Universo Marvel, não somente valorizando cada personagem, mas, principalmente, organizando a cronologia do conjunto. Nós, da RGE, sabíamos da necessidade dessa grande reorganização dos gibis, só que não tínhamos como realizar essa tarefa com as condições que a editora oferecia na época’.” (*)

Em 1986, a RGE fez algumas mudanças, principalmente a mudança do nome para Editora Globo. Ferreira, no entanto, permaneceu no cargo. Só em setembro de 1988, quando a Globo já se transferira para São Paulo, outros assumiram seu cargo (**).

- Antônio Luiz Ribeiro


Notas e fontes —
(*) Gonçalo Junior, no álbum "Marvel: 40 anos no Brasil" (2007);
(**) Ota, em http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=37305379&tid=5467535802338290477&na=4





Relate algum problema encontrado nesse artista