Comic Boom!


Capitão Marvel



Nome: William Joseph "Billy" Batson
Nome original: Captain Marvel
Licenciador: DC Comics
País de origem: Estados Unidos da América
Criado por: Bill Parker, C. C. Beck

Lista de revistas com participação de Capitão Marvel

    Primeira aparição no:
  • País de origem
    Whiz Comics (1940)  n° 2 - Fawcett
  • Brasil
    Gibi Mensal  n° 34 - O Globo
O aparecimento de "Superman" desencadeou uma série de outros gibis do gênero. Mas o único que rivalizava com o Homem de Aço era o Capitão Marvel. Como bem notou Marv Evanier, o conceito era simples, mas eficaz: quando o jornaleiro órfão Billy Batson pronuncia a palavra mágica "Shazam", se transforma no poderoso Capitão Marvel.

O personagem estreiou no número 2 da revista “Whiz Comics”, em 1940. O curioso é que nunca existiu um número 1 da “Whiz Comics”, pelo menos não com esse nome. Ao que tudo indica, a Fawcett chegou a imprimir o número 1 de uma revista chamada “Flash Comics”, que nunca chegou às bancas, só para registrar o nome da revista e seu logo. Quando estava preparando o número 2, teve que mudar o nome da publicação para “Whiz Comics”, pois a editora rival, a DC Comics, já tinha garantido o título “Flash Comics” para ela. Aliás, o nome “Whiz Comics” e seu herói principal eram uma homenagem a “Captain Billy's Whiz Bang”, a primeira revista publicada pela Fawcett, anos antes.

A historieta tinha os ingredientes que agradavam o público: mistério, o mago egípcio Shazam (uma espécie de Merlin que escolheu Billy para ser seu campeão na Terra), o relâmpago quase hipnótico que sempre surgia quando se pronunciava a palavra mágica e que era também o símbolo estampado no peito do Capitão, a rádio Whizz, onde Billy virara locutor.

O Capitão Marvel logo apareceu em outros gibis além da "Whiz": "Captain Marvel Adventures", "Marvel Family", "Captain Marvel story Book", "Master Comics" etc.

O sucesso do novo defensor da América abriu as portas para o cinema: em 1941 foi produzido um seriado da Republic, “The adventures of Captain Marvel” (no Brasil, “O homem de aço” — que, ironicamente, era o apelido do rival Superman), com Tom Tyler no papel principal (Tyler também foi outro herói dos quadrinhos: o Fantasma, de Lee Falk).

O Mortal Mais Poderoso do Mundo sumiu nos anos 50/60, mas quando ele voltou às bancas, em 1973, desta vez pela editora DC, a Filmation fez uma série de TV com 28 episódios, "Shazam!" (aqui, “Capitão Marvel”), entre 1974-77. Jackson Bostwick fazia o papel do herói no início, sendo substituído depois por John Davey. A série fez sucesso e teve até um "spin-off" (desdobramento), "Isis", onde nosso campeão chegou a participar em 1976.

Em 1979, a NBC fez "Legends of the super-heroes — The challenge", especial de baixo orçamento que reunia diversos super-heróis da DC Comics. O Capitão, desta vez, era vivido por Garrett Craig, que repetiu o papel na continuação feita no mesmo ano, "Legends of the super-heroes — The roast".

Sem contar os ínumeros desenhos animados feitos para a TV, como "The kid super power hour with ‘Shazam’" (Filmation/NBC, 1981-82) e "The clash" (Warner, 2005), episódio da “Liga da Justiça sem limites”.

No Brasil, o Capitão estreiou em 1940, no "Gibi Mensal" (revista que emplacou definitivamente o formato "comic book" entre nós).

- Antônio Luiz Ribeiro


(ao lado, o famoso super-herói e seu alter-ego, Billy Batson)


Relate algum problema encontrado nesse personagem