Superpoderes, malandros e heróis: o discurso da identidade nacional nos quadrinhos brasileiros/2003

Bruno Fernandes Alves


Esta dissertação tem como objetivo analisar o herói presente na cultura midiática brasileira como uma representação do nosso caráter nacional, com ênfase nos super-heróis brasileiros das histórias em quadrinhos.
Como forma de combater a presença do quadrinho norte-americano no mercado brasileiro, duas estratégias foram utilizadas pelos artistas nacionais: a criação de personagens que buscavam um discurso de semelhança com o modelo original ou a utilização da paródia como recurso narrativo.
Em meio a esse discurso surge um personagem que almeja tornar-se um herói brasileiro épico, civilizatório. A estrutura narrativa do super-herói Solar, criado pelo quadrinista mineiro Wellington Srbek, é usada neste trabalho como uma metáfora do caminho da nação brasileira rumo à uma modernidade emancipatória que renega a carnavalização como identidade.

Download: 365

Email: brunoalves65@gmail.com