Capitão América: interpretações sócio-antropológicas de um super-herói de histórias em quadrinhos./2008

Luciana Zamprogne Chagas


Este ensaio visa analisar histórias em quadrinhos através de uma perspectiva histórico-cultural dentro da teoria antropológica hermenêutica, resgatando os símbolos e significações que alicerçaram a gênese dos super-heróis e sua trajetória por essa mídia de origem popular: as histórias em quadrinhos. Através do mundo fantástico do Capitão América, o ensaio realiza alguns apontamentos das resignificações presentes nessa personagem, dentro de dois universos: macrossociológico e político, e microssociológico e cotidiano. Partindo desses pressupostos, esse trabalho se propõe apontar, a partir do método indiciário, as idéias difundidas nos contextos culturais e sociais da década de quarenta (quando o Capitão América surge), no seu renascimento na década de setenta; e na contemporaneidade, após o 11 de setembro e no evento Guerra Civil, lançado pela Marvel nos Estados Unidos em 2006.

Download: 612

Email: lzamprogne@gmail.com