Calvin & Hobbes e o paradoxo na caracterização do consumo na sociedade pós-moderna/2009

Eliézer Martins da Silva


A presente pesquisa lança um olhar análítico-descritivo sobre os quadrinhos Calvin & Hobbes, de Bill Watterson; partindo do plano da expressão, passando pelo plano do conteúdo e ultrapassando a fronteira ficcional da própria obra, na exposição do posicionamento do autor com relação a mesma - que se baseia na teoria marxista da arte como sendo uma superestrutura reflexiva de uma base social. Traz à luz os elementos utilizados por Watterson na caracterização do consumo da sociedade pós-moderna e ascende a questão de um produto veiculado por um meio de comunicação de massa criticar tal consumo. Desta forma, em colóquio, encontra-se, dentre outros, Edgar Morin em contraponto ao discurso do próprio Bill Watterson. Tal discussão revela que o paradoxo existente em Calvin & Hobbes transcende a própria obra.

Download: 181

Email: ezer_arts@hotmail.com