Ajude na manutenção e expansão do Guia dos Quadrinhos


Tecnoprint


Títulos publicados pela Tecnoprint
A editora tem 7 títulos cadastrados no site, somando 64 edições no total.

Fundada no Rio de Janeiro por Antônio Gertum Carneiro nos anos 1940, a Editora Tecnoprint Gráfica S/A publicava, como Editora Gertum Carneiro, livros técnicos e romances sob o selo "Edições de Ouro". A partir de 1948 passou a publicar palavras cruzadas e caça-palavras, com mais de 60 títulos mensais do gênero, e ganhou selo próprio, "Coquetel", atualmente responsável por fornecer material a mais de 600 jornais brasileiros.

Ainda na década de 1940, quando a EBAL dominava o mercado editorial infantojuvenil (antes da fundação da Abril), passou a publicar vários títulos de histórias em quadrinhos, ficando conhecida por seus gibis em formato americano (19 x 27), de 36 páginas.

Já pertencente ao Grupo Ediouro, em 2005 (agora denominada Editora Ediouro), criou o selo "Ediouro Quadrinhos", pelo qual foram lançados Star Wars (histórias criadas pela Dark Horse), Nathan Never, Aquablue, Arthur - Uma epopeia celta e Quark. O editor-responsável era Rodrigo Fonseca, que escrevia sobre quadrinhos no Jornal do Brasil. O selo não foi pra frente e acabou cancelado (em 2009 os quadrinhos de Star Wars voltaram a ser publicados no Brasil, desta vez pela On Line Editora).

Em 2006, a Futuro Comunicação (do jornalista André Forastieri, ex-executivo da Conrad Editora) se uniu à Ediouro num novo selo de quadrinhos, o "Pixel Media", que publicou Corto Maltese, Spawn, Vertigo, Wildstorm, America's Best Comics, entre outros. Nesse mesmo ano, a Ediouro cogitou retirar da Panini o licenciamento da DC Comics, pois já possuía os direitos de publicação de três títulos da editora (Vertigo, Wildstorm e America's Best Comics). A Futuro Comunicação desfez a parceria, e a Pixel passou a pertencer apenas à Ediouro, que em 2008 demostrou interesse de comprar a Conrad Editora, porém desistiu da negociação meses depois. Em 2009, a Ediouro cancelou seu contrato com a DC Comics, quando os títulos Vertigo e Wildstorm voltaram às bancas pela Panini.

Fontes: ACL, Wikipédia e Ed



Tecnoprint