Ajude na manutenção e expansão do Guia dos Quadrinhos


Minami & Cunha (M & C)


Títulos publicados pela Minami & Cunha (M & C)
A editora tem 27 títulos cadastrados no site, somando 75 edições no total.

Assim que saiu da editora Edrel, Minami Keizi fundou, com Carlos da Cunha (o Carlito Cunha), a Minami & Cunha Editores.

Criada oficialmente em 16 de dezembro de 1971, a M&C estreou nas bancas com “Quebra-Coquinho” na primeira semana de janeiro de 1972. No mês seguinte saíram “QI — Quociente de Inteligência”, “Desafio” e a série “Curtição”, com palavras cruzadas.

A M&C teve a honra de ser a primeira editora brasileira a publicar os quadrinhos de “Conan, o Bárbaro” (1972).

Comprou todos os diretos de revistas da GEP (Gráfica Editora Penteado). Publicou: “Lobisomem”, “Múmia”, “Calafrio”, “5a. Dimensão”, “Dr. Mistério” (Dr. Estranho), “As Trigêmeas”, “Modesty Blaise”, “MitoloRia" (humor) etc. Gedeone Malagola, o autor de “Lobisomem” e “Múmia” na antiga GEP, escreveu novas histórias para ambas as séries. Mas Sérgio Lima, o desenhista original das duas, não se interessou por desenhá-las. Nesse tempo, ele estava trabalhando no estúdio da Editora Abril, que produzia aqui a maior parte dos quadrinhos Disney que editava. Sérgio Lima tinha se especializado em desenhar as bruxas Disney, Maga Patológica e Madame Min, ironicamente. Rodolfo Zalla, outro desenhista que tinha trabalhado em ambas as séries, nesta altura estava envolvido com o mundo dos livros didáticos e também não se interessou, embora algumas histórias que ele tinha desenhado para a GEP (e que não haviam sido publicadas), tenham sido aproveitadas por Minami em duas edições de “Lobisomem” em formatinho.


Notas e fontes —
- Gonçalo Junior, “Maria Erótica e o clamor do sexo”;
- Toni Rodrigues, “MeMo — Revista da Memória Gráfica”