Ajude na manutenção e expansão do Guia dos Quadrinhos


Roberto O. Fukue



País de nascimento: Brasil

Lista de revistas com trabalhos de Roberto O. Fukue
Veja lista detalhada dos trabalhos


Desenhista brasileiro, mais conhecido por suas HQs para a linha Disney da Editora Abril.

Mas também embarcou em outros projetos. Em 1997 “Sítio do Pica-Pau Amarelo” voltaria ao ar, apresentado pela TV Cultura. Os herdeiros de Monteiro Lobato assinam então um contrato com os estúdios de Ely Barbosa. A ideia agora era explorar comercialmente essa volta à TV, através do lançamento de uma série de novos produtos. O Estúdio Ely Barbosa realiza uma nova reformulação gráfica, emprestando seu estilo aos personagens, cenários e ambientação do Sítio. Assessorado por Fukue e pelo publicitário Alvaro Gomes, os produtos começam a aparecer. CD-ROM, Boneca da Emília, jogos e algumas parcerias com empresas, trazem os personagens do Sítio de volta ao mercado. A ideia de uma nova revista em quadrinhos também chegou a ser cogitada. Estudos foram feitos e o projeto foi parar em grandes editoras como a Abril, porém não foi levado adiante. Logo o programa saiu do ar, e o contrato com a família Lobato foi desfeito.

Em julho de 2000, a Globo assina novo contrato com a família Lobato e em 12 de outubro de 2001 coloca no ar o primeiro capítulo de uma nova versão do Sítio. Para esse retorno, foi realizada uma nova atualização gráfica dos personagens. O estilo de Barbosa foi substituído por outro assinado pela agência Franco Associados, com base na ideia original da escritora Eva Furnari. Porém, quem acabou assinando os model sheets de todos os personagens, foi novamente Roberto Fukue.

A Editora Globo (antiga RGE) inicialmente não queria publicar quadrinhos do Sítio novamente. Desde a segunda metade da década de 1990, quando cancelou a maioria de seus títulos, entre nacionais e licenciados, ela estava se mantendo apenas com os títulos de Maurício de Sousa. Mas aos poucos os quadrinhos foram voltando. Uma revistinha de 36 páginas comprada nas bancas a um real. Produzida nos estúdios de Fukue, com a colaboração de João Anselmo, Marcos Alves, Flávio Bezerra e Fernando Jr., a revista não tinha periodicidade definida e teve um total de quatro edições lançadas.




Personagens criados por Roberto O. Fukue (1)


Relate algum problema encontrado nesse artista